quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

Congos de Cairu são homenageados na requalificação do Largo Tereza Batista


Os artistas que se apresentam no projeto Pelô da Bahia, no Largo Tereza Batista, espaço cultural sob a gestão do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural  do Estado da Bahia (IPAC), no Pelourinho, em Salvador,  ganharam no último sábado (15), um novo camarim, equipamento que ganhou o nome "Congos de Cairu" em homenagem a manifestação cultural centenária. A requalificação do espaço é uma iniciativa da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) através do Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI) em parceria com a Companhia de  Desenvolvimento Urbano da Bahia (Conder) e os comerciantes.

O ato de entrega contou com apresentação dos Congos de Cairu - que além de nomear o novo camarim, foi  homenageada com painéis decorativos instalados no espaço. O grupo fez ainda uma performance  pelas ruas do Pelourinho e em seguida se apresentou no Largo Tereza Batista. A Prefeitura de Cairu, por meio da Secretaria Municipal da Cultura, foi parceira na atividade.
De acordo com André Reis, diretor do Centro de Cultura Populares e Identitárias (CCPI),  a homenagem aos Congos é uma forma de preservar e eternizar a memória identitária  da Bahia em um espaço, que além de ser palco de apresentações artísticas, é um centro de memórias Identitárias. Para Michele Dahlmann, secretária interina da Cultura de Cairu, a inauguração deste camarim mostra a punjancia das tradições cairuenses, sendo  resultado do alinhamento e  articulação, bem como, do trabalho de posicionamento da Cultura  que empodera a comunidade e encanta turistas.
 

O prefeito Fernando Brito, também destacou o  reconhecimento da riqueza da Cultura cairuense. " Essa é a mais uma vitrine para   este grupo centenário, que é único na Bahia, e motivo de orgulho para todos os cairuenses", pontuou o gestor.

0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››