Minha TV

sábado, 23 de fevereiro de 2019

Bebianno nega ter escrito cartas com nomes de pessoas interessadas em lhe fazer mal


Ex-ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gustavo Bebianno negou que tenha escrito cartas para serem reveladas caso sofra algum mal. A informação foi publicada pela coluna Radar, da Revista Veja.
De acordo com a nota, Bebianno escreveu cartas para duas pessoas, citandos os nomes de quem estaria interessado em lhe causar algum mal. “Se algo acontecer comigo, abram”, teria dito o ex-ministro.
Bebianno foi exonerado na última segunda-feira (18) após uma semana de problemas no governo federal. Depois que a Folha de S. Paulo publicou matérias sobre a existência de uma candidatura-laranja em Pernambuco, o atual presidente do partido Luciano Bivar e o próprio presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), disseram que ele era o responsável pelo repasse — na época da eleição, Bebianno estava na presidência da sigla.
Em meio a essa situação, o vereador Carlos Bolsonaro (PSL-SP), segundo filho do capitão, divulgou o áudio de uma conversa entre o pai e o então ministro, a fim de desmentir Bebianno e dizer que ele não discutiu qualquer assunto com Bolsonaro.
Dias depois, Bebianno acabou demitido do Palácio do Planalto, mas não deixou de divulgar suas conversas com o presidente para confirmar que eles haviam mesmo se falado por três vezes no dia em questão
*BN

0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››