Minha TV

quarta-feira, 14 de julho de 2021

Prefeita de Cachoeira é homenageada com o Prêmio Maria Felipa

 


O Prêmio Maria Felipa, uma das mais importantes honrarias concedidas a mulheres negras que se destacam na luta por direitos e contra o racismo, ocorrerá de forma remota pelo segundo ano consecutivo devido à pandemia do novo coronavírus.

Conduzida pela presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher e vice-presidente da Comissão de Reparação, vereadora Ireuda Silva (Republicanos), a transmissão está marcada para o dia 25 de julho, Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha e Dia Nacional da Mulher Negra, às 18h, pelas redes sociais e pela TV Câmara.

Serão 25 premiadas, entre elas a prefeita de Cachoeira, Eliana Gonzaga. Também serão contempladas a advogada Dandara Pinho; a inspetora da Guarda Civil Municipal Jussimara Viana; a vereadora Cris Correia; a dermatologista Hadassa Barros; a administradora e ativista Itaijara Souza; a cantora Lizandra Gonçalves; e a comandante da Ronda Maria da Penha da PM, Major Tereza.

A pesquisadora Bárbara Carine Soares Pinheiro;a  empresária Nay Megas; a titular da SPMJ Fernanda Lordelo; a diretora da SPMJ Fernanda Cerqueira;  a psicóloga Jeane Tavares; a dançarina Sara Verônica; a empresária Flávia Santana; a psicóloga Mafoane Odara; a baina Gineide da Conceição; a presidente do CMDCA, Taiane Paixão; a major da PM Érica Patrícia; e as jornalistas Hamali Pestana (editora da Revista Raça), Tairine Ceuta, Lorena Alves, Luana Souza, Georgina Maynart e Yasmin Santos também recebem o prêmio.

Do total de premiadas, seis são jornalistas. Para a republicana, o fato mostra a importância da comunicação na conjuntura atual. “Nesse contexto difícil, de pandemia, crise econômica e desinformação, é muito satisfatório ver tantas mulheres negras se destacando na missão de informar a sociedade e produzir conhecimento. Assim sendo, esse prêmio é o mínimo que podemos fazer para mostrar que nós, mulheres negras somos peças fundamentais na construção do nosso país”, diz a vereadora Ireuda Silva.

Quem foi Maria Felipa?
Maria Felipa de Oliveira foi uma marisqueira e pescadora que viveu na Ilha de Itaparica. Assim como Joana Angélica e Maria Quitéria, ela lutou pela Independência da Bahia. Em 1823, liderou um grupo composto por mais de 200 pessoas, entre as quais estavam índios tupinambás e tapuias, além de outras mulheres negras, nas batalhas contra as tropas portuguesas que atacavam a Ilha. Conta-se que o grupo foi responsável pela queima de pelo menos 40 embarcações portuguesas. Bahia.ba

0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››