terça-feira, 4 de agosto de 2020

Em postagem, Jorge Portugal pediu que humanidade ‘fosse melhor’


O professor e poeta Jorge Portugal, que morreu na segunda-feira (3), refletiu sobre o isolamento social e o comportamento da humanidade em uma postagem do dia 24 de maio no Instagram.
Em um vídeo postado na rede social, o ex-secretário de Cultura da Bahia disse esperar “que após toda essa experiência, a humanidade tira a essência dessa lição e seja bem melhor”.
“Para aqueles que nunca entenderam profundamente o que é cultura, está podendo vivenciar agora. A cultura do abraço, do afeto, do carinho, do estar próximo… Isso está cancelado por um bom tempo. Eu só espero que após toda essa experiência, a humanidade tira a essência dessa lição e seja bem melhor”, afirmou.
O professor deu entrada na unidade estadual de saúde em estado cardiovascular crítico, em virtude de um quadro de choque cardiogênico, emergência médica na qual há insuficiência de irrigação sanguínea, porque o coração não consegue bombear sangue com eficiência.
Mais cedo, ele apresentou sinais de insuficiência respiratória e foi socorrido em sua residência, por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Resultado do exame para Covid-19 ainda é aguardado.
Jorge deixa a esposa, Rita Vieira, e três filhos, o sociólogo e jornalista Caetano Ignácio, a atriz Bárbara Bela e o jornalista Thiago Dantas. Bahia.ba

0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››