segunda-feira, 23 de março de 2020

Couto Maia já funciona exclusivamente para pacientes de coronavírus


O Instituto Couto Maia (Icom) iniciou nesta segunda-feira (23), o atendimento exclusivo aos pacientes com suspeita de estarem com o coronavírus. A unidade já atende 20 pacientes suspeitos de coronavírus (Covid-19), nenhum ainda comprovado.
Além disso, desde esta segunda-feira (23), o Hospital Geral Ernesto Simões Filho (HGESF) está atendendo exclusivamente pacientes que necessitem de internação com diagnóstico positivo para o coronavírus. O próximo a integrar a rede será o Hospital Espanhol, que está recebendo as requalificações necessárias para a função.
Segundo a diretora-geral do Icom, a médica-infectologista Ceuci Gomes, ao todo, a unidade dispõe de 120 leitos, mais doze de observação. “E todos agora são dedicados ao coronavírus. Nós fizemos várias modificações na unidade, para comportar esse atendimento. Fizemos modificação de fluxo de entrada e saída de pacientes, modificações na estrutura para instalar leitos de UTI”.
Ceuci Gomes informa que, dos 120 leitos disponíveis, 42 já estão equipados para servirem de UTI. “Mas este número será ampliado de acordo com as adequações das redes elétricas, de gases, e outras coisas que já estão sendo realizadas”. A diretora-geral destaca que o Icom não é um hospital de portas abertas. “É importante as pessoas saberem que este é um hospital terciário, que a entrada aqui é feita através da regulação”. Ela também ressalta que, com as mudanças na rotina do Icom, ninguém fica desassistido. “A maioria dos nossos pacientes que estavam internados aqui foi para o hospital Otávio Mangabeira, mas há outras unidades da rede preparada para recebê-los”. Bahia.ba

0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››