segunda-feira, 16 de setembro de 2019

Secretaria Especial de Morro promove reunião conjunta sobre abandono e maus - tratos de animais


Com o objetivo de discutir e buscar soluções para o abandono e maus-tratos de animais, além do ordenamento acerca dos animais de carga nas vias públicas, a Secretaria Especial de Morro de São Paulo promoveu nesta quinta-feira (12) uma reunião com a presença das Polícias Civil e Militar, de representantes da Amparo Morro, associação de proteção aos animais, e também com o veterinário Olindio Santos representando a Secretaria da Saúde. Na pauta do encontro, o projeto de lei que está sendo elaborado pela gestão municipal sobre guarda responsável dos animais, construção do novo canil de Morro de São Paulo, estratégias para controle da entrada e saída dos animais na ilha, criação de campanhas educativas para a condução legal dos animais em vias públicas, bem como a
fiscalização por parte do poder público e sociedade civil organizada  para evitar os maus tratos aos animais.
Maltratar animais é crime e pode levar a detenção. De acordo com  o que está prescrito na lei de crime ambiental, artigo 32, Lei Federal n. 9.605/98 que prevê punição com pena de 3 meses a 1 ano de detenção, para quem praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animal doméstico, domesticado, silvestre nativo ou silvestre exótico.
Segundo o superintendente Especial de Morro, Jackson Carvalho, a reunião foi importante  também para alinhar procedimentos conjuntos de fiscalização. "Com o apoio da comunidade e das associações, a Prefeitura de Cairu e as Polícias Civil e Militar poderão intensificar as estratégias, além de trabalhar na conscientização da população acerca dos cuidados com os animais", enfatizou.

0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››