segunda-feira, 13 de agosto de 2018

Contratantes divulgam nota de repúdio contra Anitta após show


A cantora Anitta foi motivo de uma nota de repúdio da Associação Rural de Cacoal após fazer um show na Expoac (Exposição Agropecuária de Cacoal), em Rondônia, neste final de semana. A cantora recebeu comentários negativos pelas redes sociais, apontando o show como curto e com desânimo por parte de Anitta. 
O presidente da associação, Jonas Goés, postou pela página oficial da Expoac uma nota de repúdio em que afirma que a postura da cantora foi apática. Na nota, o presidente afirma que a cantora atenderia quinze fãs com pulseiras após o show. Depois, o presidente solicitou que a cantora atendesse às pessoas com deficiência, o que foi prontamente negado pela produtora.  Porém, ao final do show, a produtora resolveu atender a algumas pessoas e colocou membros de um fã-clube no camarim. "Após atender estes fãs, a produção fechou a porta de acesso e a cantora simplesmente 'fugiu' pelos fundos usando um capuz. Assim deixou boa parte dos contratantes mesmo com pulseiras, imprensa e fãs da região sem nenhum tipo de satisfação", diz a nota. 
Em sua página do Facebook, a cantora compartilhou 24 fotos tiradas no camarim, nas quais posa com fãs, incluindo cadeirantes. No twitter, sua última mensagem postada foi justamente "Não acredite em tudo que lê": Durante o final de semana, Anitta também concorreu ao prêmio "Choice Music Web Star", que premia a melhor celebridade de música na internet, pelo Teen Choice Awards. A premiação aconteceu no domingo (12) em Los Angeles, mas a cantora não compareceu ao evento por conta do show. Anitta perdeu o prêmio para a youtuber americana Erika Costell, e concorria ao lado de Chloe X Halle, Jack & Jack, Johnny Orlando e Noah Schnacky.
Confira na íntegra a nota de repúdio divulgada pelo Facebook da Expoac Cacoal:
"A Associação Rural de Cacoal - ARCA, através de seu Presidente Jonas Góes, vem a público externar o seu repúdio à atitude da cantora Larissa de Macedo Machado, conhecida por Anitta. Desde o início das tratativas com a produção da cantora a diretoria da ARCA percebeu que seria uma noite complicada. Com exigências totalmente descabidas, mas como é comum a esta organização, todos os pedidos foram atendidos.
As dificuldades do dia de ontem se iniciaram já durante a tarde. Em contato com a assessoria da cantora já há mais de uma semana, na tarde desta sexta-feira (10), a assessoria de imprensa da ARCA foi informada que a cantora atenderia apenas uma emissora de TV, obrigando a Associação a negar o acesso às demais. A Associação Rural de Cacoal construiu ao longo de 20 anos de história um elo de parceria e companheirismo com a imprensa local, motivo pelo qual não poderia dar preferência a uma ou outra emissora específica. Assim, sem possibilidade de negociação e para não discriminar nenhuma emissora de TV da região, nossa assessoria optou por não realizar entrevistas no camarim pois para a ARCA nenhum parceiro é mais importante do que outro.
Ao chegar no camarim, na noite do show, a cantora entregou 15 pulseiras ao Presidente da Associação informando que atenderia somente 15 pessoas após o show. Com as pulseiras em mãos o Presidente solicitou que, conforme todo artista que se apresentou no palco da Expoac em 20 anos de história, a cantora atendesse às pessoas com deficiência ou necessidades especiais, o que foi prontamente negado pela produtora de nome "Amanda". A decepção tomou conta não apenas das pessoas com deficiência, mas de toda diretoria. Mas o show tinha que acontecer, pois cerca de 12 mil pessoas aguardavam na arena. (NM)

0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››