Minha TV

quarta-feira, 12 de janeiro de 2022

Caixa libera saque do FGTS por calamidade em Jiquiriçá

 


A partir desta quarta-feira (12), a Caixa liberou o saque do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) por calamidade para moradores de Jiquiriçá, atingidos pelas chuvas.

Conforme endereços identificados pela Defesa Civil municipal, os moradores das áreas afetadas podem solicitar o benefício.

Para isso, é necessário possui saldo positivo na conta do FGTS e não ter realizado saque pelo mesmo motivo em período inferior a 12 meses. O valor máximo para retirada é de R$ 6.220,00.

Assim, o morador pode solicitar pelo aplicativo FGTS, na opção Meus Saques, no celular, sem a necessidade de comparecer a uma agência.

Ao registrar a solicitação é possível indicar uma conta da Caixa, inclusive a Poupança Digital Caixa Tem, ou de outra instituição financeira para receber os valores, sem nenhum custo.

Dessa forma, até o momento, estão habilitadas onze cidades da Bahia para o Saque FGTS por motivo de calamidade:

Canavieiras

Eunápolis

Gandu

Ilhéus

Itabuna

Itororó

Jiquiriçá

Medeiros Neto

Mundo Novo

Prado

Teixeira de Freitas.

Como solicitar o saque FGTS

  • Fazer o download do aplicativo FGTS e inserir as informações de cadastro
  • Ir na opção “Meus saques” e selecionar “Outras situações de saque, Calamidade pública”, acessar a cidade
  • Encaminhar os seguintes documentos: foto de documento de identidade, comprovante de residência em nome do trabalhador, emitido até 120 dias antes da decretação de calamidade
  • Selecionar a opção para creditar o valor em conta Caixa, inclusive a Poupança Digital Caixa Tem ou outro banco e enviar a solicitação
  • O prazo para retorno da análise e crédito em conta, caso aprovado o saque, é de cinco dias úteis.

Documentação

  • Carteira de Identidade – também são aceitos carteira de habilitação e passaporte
  • Comprovante de residência em nome do trabalhador: conta de luz, água ou outro documento recebido via correio, emitido até 120 dias antes da decretação de calamidade.
  • Certidão de Casamento ou Escritura Pública de União Estável, caso o comprovante de residência esteja em nome de cônjuge ou companheiro(a).

*G1

0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››