Minha TV

quinta-feira, 23 de setembro de 2021

Mesmo com retomada de eletivas, Sesab não prevê retorno de Mutirão de Cirurgias

 


Mesmo com a retomada das cirurgias eletivas na Bahia autorizada pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) , ainda não há uma previsão de retorno para o mutirão de cirurgias eletivas itinerante. O serviço é vinculado ao programa Saúde sem Fronteiras e beneficia milhares de baianos em 416 municípios da Bahia desde outubro de 2016.

 

No programa são realizados procedimentos diversos incluindo cirurgias de vesícula, hérnias (inguinal, umbilical e epigástrica), histerectomia (útero) e tireoidectomia (retirada da tireoide) e procedimentos cirúrgicos pediátricos para crianças de 4 anos até 13 anos e 11 meses: amigdalectomia com adenóide; hernioplastias inguinal, umbilical e epigástrica; retossigmoidectomia (retirada da bolsa de colostomia).

 

A indefinição para o retorno do serviço acontece mesmo após a secretária interina da Saúde do estado, Tereza Paim, ter sinalizado para a realização “grandes mutirões dentro dos serviços hospitalares pra ter maior alcance da população”, após meses com esses procedimentos suspensos no estado.  

 

Em fevereiro deste ano, diante do agravamento da crise sanitária da Covid-19 com a chegada da segunda onda de contaminações, que pressionou o sistema de saúde das redes pública e privada de saúde do estado, um decreto do governo aumentou as restrições e proibiu a realização de procedimentos cirúrgicos eletivos não urgentes ou emergenciais nos hospitais do SUS, filantrópicos e particulares.


A Bahia ficou alguns meses com esses procedimentos suspensos ou parcialmente suspensos por causa da pandemia. Na semana passada a secretária interina da Saúde do estado, Tereza Paim, sinalizou que o estado retomaria as cirurgias eletivas 100% nas unidades do SUS. A previsão foi dada na segunda-feira (13), durante inauguração da Policlínica Regional de Saúde de Serrinha .

 

Dados do Sistema de Informações Hospitalares do SUS (SIH/SUS), disponível no portal do Datasus, do Ministério da Saúde, mostram que na Bahia número de cirurgias no SUS caiu 21% no ano passado durante a emergência sanitária da Covid-19. Enquanto em 2019 foram realizadas 344.731 procedimentos cirúrgicos pelo SUS no estado, em 2020 o total caiu para 271.754. A Bahia teve um índice de redução maior que o registrado no país, que foi de 18%, de acordo com o levantamento. As informações constam nos dados obtidos pelo Fiquem Sabendo, agência de dados especializada no acesso a informações públicas. 

 

Na recomendação que fez para a retomada gradual dos procedimentos cirúrgicos eletivos no estado a Sesab informou que cada unidade de saúde deve estabelecer estratégias de priorização da agenda de cirurgias, observando as características de cada especialidade e as condições clínicas do paciente, cuja espera possa agravar o prognóstico da doença. Bahia Notícias

0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››