segunda-feira, 15 de julho de 2019

Profissionais das Secretarias da Saúde e Educação de Cairu recebem capacitação sobre transtorno do espectro autista



No último dia 28, a Prefeitura de Cairu, por meio das Secretarias da Educação e da Saúde, participou  da oficina de trabalho para a criação de estratégias para a organização da rede de atenção à saúde às pessoas com TEA (Transtorno do Espectro Autista), no Centro de Referência Estadual para Pessoas com Transtorno do Espectro Autista (CRE –TEA), em Salvador. O  principal objetivo da iniciativa é sensibilizar técnicos e gestores municipais  da Bahia para o fortalecimento da atenção às pessoas com TEA e criar estratégias para a organização da rede de atenção à saúde com vistas integral a este público alvo. A proposta do Governo da Bahia é unificar e fechar o ciclo de atendimento em rede para trabalhar com TEA.
O evento contou com a participação das profissionais Cris Maciel e Anita Lopes da Secretaria da Educação, e Jaqueline Araújo da Secretaria da Saúde, que  já começam a trabalhar em rede  conjuntamente com a Secretaria de Políticas Sociais para melhor atender a este público. Em todo o mundo, uma a cada 100 pessoas nasce com autismo. No Brasil, dados do Ministério da Saúde estimam que o transtorno afeta mais de 2 milhões de pessoas. Apesar de numerosos estudos, ainda não é reconhecido nenhum marcador biológico para o TEA.
Fundado em novembro de 2016, o Centro de Referência Estadual para pessoas com Transtorno do Espectro do Autismo é uma unidade do SUS, que oferece assistência para pessoas com o espectro autista, além de orientações e suporte aos familiares. São cerca de 600 atendimentos mensais realizados com serviços multidisciplinares, como Fonoaudiologia, Serviço Social, Terapia Ocupacional, Psicologia, Nutrição, Psicopedagogia, Fisioterapia e atendimento médico psiquiátrico. A unidade é gerida pela Liga Álvaro Bahia Contra a Mortalidade Infantil.

0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››