quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Após polêmica, ‘Só Surubinha de leve’ é retirada do YouTube, Spotify e Deezer

A música “Só Surubinha de Leve”, do MC Diguinho, vem causando revolta nas redes sociais por fazer apologia ao estupro. E nesta quarta-feira (17), dia oficial do lançamento do clipe, o YouTube, o Spotify e o Deezer retiraram a canção de suas plataformas.
“Taca bebida, depois taca a p*ca e abandona na rua” é um dos trechos do funk que gerou revolta nos internautas. A estudante paraibana Yasmin Formiga, de 20 anos, foi quem iniciou os protestos para a retirada da música.
“Sua música ajuda para que as raízes da cultura do estupro se estendam. Sua música aumenta a misoginia. Sua música aumenta os dados de feminicídio. Sua música machuca um ser humano”, declarou ela em postagem que vitalizou.
A partir disso, uma série de críticas e manifestações surgiram contra a reprodução da música nas principais plataformas digitais.
No Spotify, “Só Surubinha de Leve” chegou a estar no topo da lista Viral 50 do Brasil, mas logo foi retirada devido as reclamações dos usuários. Veja abaixo o comunicado do serviço de streaming divulgado nesta quarta:
“O catálogo do Spotify é abastecido por centenas de milhares de gravadoras, artistas e distribuidoras em todo o mundo. Eles são devidamente avisados sobre nossas diretrizes e são responsáveis pelo conteúdo que entregam. Desta forma, informamos que contatamos a distribuidora da música ‘Só Surubinha de Leve’ a respeito do ocorrido, e fomos informados que a faixa será retirada da plataforma nas próximas horas, uma vez que o tema foi trazido à nossa atenção. A música está atualmente no Top Viral pois teve um pico de consumo nos últimos dias.”
Pelo Twitter, o perfil oficial do Deezer também confirmou a remoção da música.

bahia.ba

0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››